Publicado em 27/08/2020 10:16 e atualizado em 27/08/2020 11:49 2434 exibições

Edmar Gervásio - Analista de Milho do Deral

Estado já colheu 70% das lavouras e, mesmo em plena colheita, a saca do cereal teve média de R$ 46,00 na última semana no estado. Plantio da safra verão já começou e deve ganhar força durante o mês de setembro

Podcast

Preço do milho é o maior da história no Paraná e vai compensar queda de 1,4 milhão de toneladas na produção

Download

LOGO

O Paraná vive dois estágios diferentes para as lavouras de milho. Por um lado, o plantio da safra verão 20/21 já começou, está em 1%, e deve ganhar força em setembro. Por outro, a colheita da segunda safra 2020 segue avançando após as chuvas da última semana paralisarem os trabalhos.

Segundo o analista de milho do Deral, Edmar Gervásio, o estado já colheu 70% desta segunda safra e a produção total do cereal deve ser mesmo de 11,7 milhões de toneladas para os 2,3 milhões de hectares cultivados. O que representa queda de 1,4 milhões de toneladas do que foi inicialmente previsto.

Um ponto que mereceu destaque do analista foi o atual patamar de preços para o milho, recordes históricos no Paraná, com média de R$ 46,00 a saca na última semana. Com muitos negócios fechados até mesmo acima deste nível, Gervásio aponta uma safra extremamente rentável ao produtor, que teve custos de produção entre R$ 25,00 e R$ 30,00.

Para a safra verão 20/21, o departamento espera uma manutenção na área cultivada, já que a concorrência com a soja é muito elevada, e uma produção de mais de 3 milhões de toneladas. A semeadura, que está mais adiantada na região de Ponta Grossa, deve ganhar força no próximo mês e se estender até outubro.

Confira a entrevista completa com o analista de milho do Deral no vídeo.

Fonte:

Notícias Agrícolas

0 comentário

Reach out

Find us at the office

Exel- Frazzitta street no. 61, 44925 Kingston, Norfolk Island

Give us a ring

Jovanny Boeding
+23 274 947 142
Mon - Fri, 10:00-21:00

Tell us about you